Curso de técnico em recursos humanos: conheça agora mesmo!

6 minutos para ler

O sucesso de uma empresa depende, em grande parte, de seus colaboradores. Cada membro da equipe é como uma peça de uma engrenagem gigantesca, que não pode parar. Por isso, as organizações precisam de profissionais especializados na área, como o técnico em Recursos Humanos.

O departamento de RH é um velho conhecido de qualquer pessoa que já foi contratada ou demitida em algum momento. No entanto, a atuação do setor é bem mais complexa do que parece.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando este artigo e conheça a formação necessária para trabalhar na área de Recursos Humanos!

Como é a atuação de um técnico em Recursos Humanos?

Como mencionamos brevemente, trata-se de um setor indispensável para qualquer empresa que realmente cuida do seu pessoal. Desse modo, as atribuições do técnico em Recursos Humanos englobam uma série de atividades que fazem parte da rotina do departamento, como as listadas a seguir:

  • admissão de colaboradores;
  • rescisão de contratos;
  • preparação da folha de pagamento;
  • cálculo de férias, 13º salário, horas extras e descontos;
  • gestão de benefícios, como cesta básica, vale-alimentação, vale-refeição, plano de saúde e bolsa de estudos, entre outros.

Mas essas são apenas algumas das funções que o técnico em Recursos Humanos desempenha. Antes da admissão de funcionários, por exemplo, o profissional precisa cuidar do processo de recrutamento e seleção, que inclui o anúncio das vagas; o recebimento e a triagem dos currículos; a realização de entrevistas e testes com os candidatos.

Além do processo seletivo externo, o técnico coordena o recrutamento interno, no qual os funcionários da empresa podem ser realocados para outros cargos de acordo com as competências e os perfis apresentados. Após o recrutamento e a seleção, o profissional de Recursos Humanos também é responsável por promover a integração dos novos colaboradores.

Outra atribuição do técnico em RH é implementar programas de capacitação de funcionários, visando desenvolver e reter talentos na empresa. Assim, a atuação desse profissional pode ser considerada de vital importância para o aumento da competitividade da companhia e para que as metas organizacionais sejam atingidas.

O que o curso técnico em Recursos Humanos oferece?

Com a duração de pouco mais de 900 horas, o curso aborda principalmente temas relacionados à gestão de pessoas. A seguir, conheça algumas das disciplinas que compõem a grade curricular:

  • Cultura Organizacional;
  • Departamento Pessoal;
  • Gestão por Competências;
  • Higiene e Segurança do Trabalho;
  • Introdução à Gestão de Pessoas;
  • Liderança, Desenvolvimento de Equipes e Negociação;
  • Políticas de Avaliação, Remuneração e Benefícios;
  • Recrutamento e Seleção;
  • Treinamento e Desenvolvimento.

Além disso, o programa do curso técnico em Recursos Humanos inclui conteúdos relacionados às áreas do Direito e da Administração. São eles: Direito e Legislação; Legislação Trabalhista e Previdenciária; Administração Financeira; Introdução à Administração de Empresas e Planejamento Empresarial.

Para completar a formação, a grade abarca alguns conhecimentos mais abrangentes, como: Endomarketing; Estatística; Informática; Iniciação Científica; Planilhas Eletrônicas e Apresentação Gráfica; Redação Técnica e Responsabilidade Social.

Qual é o perfil do profissional de Recursos Humanos?

O técnico em Recursos Humanos costuma apresentar algumas características que facilitam sua caminhada nessa carreira. Na sequência, conheça as principais.

Powered by Rock Convert

Organização

Como vimos, o técnico em RH tem uma série de atribuições que são vitais para o bom funcionamento da empresa. Logo, a falta de organização pode afetar seriamente a qualidade do serviço prestado por esse profissional.

Ele precisa saber como gerenciar bem o tempo, a fim de conseguir realizar todas as suas atividades no prazo adequado. Dessa forma, a empresa e os colaboradores não correm o risco de saírem prejudicados.

Resiliência

Como trabalha com pessoas, o setor de Recursos Humanos está sujeito a enfrentar uma gama de desafios. As dificuldades no processo de recrutamento e seleção, a alta rotatividade de funcionários e o absenteísmo (ausência de colaboradores durante o expediente) são apenas alguns exemplos. Por isso, o profissional precisa ter resiliência para traçar estratégias capazes de solucionar tais problemas.

Facilidade para se comunicar

Muitas vezes, o departamento de RH funciona como uma ponte entre todos os setores da empresa. Em vista disso, o profissional precisa ser alguém capaz de atuar na comunicação interna, estabelecendo a ligação de lideranças com colaboradores de diversos níveis.

Empatia

Não basta ter facilidade para se comunicar: também é importante saber ouvir as demandas dos trabalhadores e dar a devida atenção a elas. O setor de RH precisa zelar não só pela empresa, mas também pelos funcionários. Assim, o técnico em Recursos Humanos deve estar apto a identificar profissionais que não se sentem motivados e procurar sanar essas situações.

Proatividade

O bom profissional de RH não se limita a executar uma lista de tarefas administrativas. Ele identifica pontos falhos na companhia e tem a iniciativa de propor ações de melhoria. Com isso, todos se beneficiam — desde o alto escalão até os colaboradores.

Como se caracteriza o mercado de trabalho na área?

Embora nem sempre tenha sido assim, já faz algum tempo que os empresários perceberam a importância do departamento de RH não somente para comandar as contratações e demissões, mas para cuidar do ambiente de trabalho como um todo. Consequentemente, eles passaram a contar com profissionais especializados na área.

Levando em conta que se trata de um setor indispensável para qualquer organização, os profissionais de Recursos Humanos encontram colocações em empresas dos mais diversos segmentos. É possível atuar tanto em micro, pequenos, médios e grandes empreendimentos privados quanto nas instituições públicas ou do terceiro setor.

Existe também a possibilidade de trabalhar nas companhias especializadas em Recursos Humanos. Alguns exemplos são aquelas que têm como foco a colocação ou recolocação de profissionais no mercado e, ainda, as empresas de consultoria.

Atualmente, o técnico em Recursos Humanos tem uma média salarial de R$ 2.300,00. Esse valor pode ser ainda maior quando o profissional realmente segue carreira no ramo e atinge cargos mais elevados.

Portanto, podemos dizer que o curso técnico em Recursos Humanos proporciona inúmeras oportunidades no mercado de trabalho. O profissional já é extremamente requisitado — e a tendência é que essa valorização se consolide cada vez mais.

Ficou interessado em trabalhar na área? Entre em contato com a Escola São Pelegrino e conheça nosso curso técnico em Recursos Humanos!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-