Por que fazer um curso Técnico em Segurança do Trabalho? Saiba aqui!

7 minutos para ler

Quem procura se qualificar para o mercado precisa conhecer as vantagens do curso Técnico em Segurança do Trabalho. Essa formação fornece conhecimento teórico e prático para os profissionais que desejam crescer na carreira

Uma pesquisa realizada pelo IBGE, em São Paulo, constatou que 70% dos alunos que concluíram algum curso técnico conseguiram emprego logo no primeiro ano depois de formados. Todavia, antes mesmo da conclusão do curso, logo após iniciar os estudos, geralmente os alunos conseguem se colocar no mercado de trabalho, seja por estágios ou por promoção dentro das empresas em que já atuavam. Por isso, essas formações se tornaram uma ótima opção de curto prazo para quem quer se capacitar, conseguir o primeiro emprego ou crescer na empresa que já trabalha.

Pensando na relevância que a qualificação tem para a carreira, preparamos este texto sobre os principais motivos para fazer um curso Técnico em Segurança do Trabalho. Continue a leitura e aproveite as informações!

Amplo campo de atuação

Ao concluir o curso, o aluno pode realizar diversas funções, desde as educativas até as mais práticas. O Ministério do Trabalho define a Portaria nº 3.275, de 21 de setembro de 1989, que atribui 18 atividades a esse profissional.

O profissional habilitado na área pode atuar em empresas públicas e privadas, tanto de pequeno porte quanto em multinacionais, assim como em qualquer setor da economia. Isso significa que é possível trabalhar em diversas indústrias, mineradoras, consultórios, instituições de ensino, escritórios, hospitais, condomínios, supermercados etc.

Uma das principais atribuições do Técnico em Segurança do Trabalho é assegurar a proteção física dos funcionários de uma empresa durante o seu período de ocupação.

Por isso, é papel desse profissional utilizar técnicas e métodos de identificação e avaliação para medir e controlar os riscos ambientais. Tudo isso de acordo com as normas vigentes na legislação e com os princípios de higiene e saúde do trabalho.

Ações educativas, como palestras e reuniões de conscientização, também podem ser promovidas pelo técnico. Com esse alcance, muitos profissionais optam pelo caminho da consultoria.

Assim, o especialista pode ficar responsável por implantar o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) nas empresas de todo o país.

Mercado de trabalho em alta

No passado, as empresas não valorizavam o papel do técnico em segurança do trabalho. Muitos profissionais eram contratados mais para cumprir as leis vigentes do que pela verdadeira importância da profissão.

Entretanto, o cenário mudou completamente. O fenômeno da globalização influenciou diretamente nesse processo, pois, faz com que todas as notícias cheguem aos mais diversos lugares do mundo. Com isso, qualquer acontecimento pode influenciar de forma positiva ou negativa a imagem do negócio.

Evitar problemas ou acidentes simples passou, então, a ser prioridade para as companhias pois reputação é o que uma organização tem de mais importante — e zelar por ela é imprescindível.

Nesse processo, os profissionais de segurança do trabalho são muito importantes. Assim, as empresas valorizam cada vez mais os profissionais da área.

Média salarial em constante crescimento

Existem alguns sites, como o Love Mondays, que mostram os salários para o cargo de Técnico em Segurança do Trabalho em diversas empresas. A média salarial apresentada é de R$ 3.000,00 por mês, no entanto, é possível perceber uma tendência de aumento, especialmente de acordo com o nível de conhecimento e tempo de experiência.

O site Guia da Carreira auxilia jovens e adultos que buscam o primeiro emprego ou a recolocação profissional no mercado de trabalho e apresenta as médias salariais por setor — como indústria, comércio, construção civil e serviços. É possível perceber que o valor pode chegar, atualmente, a R$ 7.973 mensais.

Diversidade no aprendizado

O conteúdo programático do curso técnico em segurança do trabalho é bastante amplo, o que garante um aprendizado completo. Ao se formar, o estudante saberá como implementar programas para conscientizar os colaboradores quanto à segurança e à medicina do trabalho, aplicando técnicas para identificação e prevenção dos riscos existentes. 

Durante os estudos, o aluno será orientado quanto ao uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual, compreenderá como implantar programas de prevenção de riscos e como desenvolver semanas internas visando evitar os acidentes de trabalho. Outras ações que promovam condições seguras também podem ser realizadas.

Abaixo, reunimos algumas disciplinas que você vai estudar durante o curso. São elas:

  • Desenho Técnico;
  • Ergonomia;
  • Meio Ambiente;
  • Saúde Ocupacional;
  • Tecnologia Industrial;
  • Psicologia das Relações Humanas;
  • Prevenção e Combate a Sinistros;
  • Prevenção e Controle de Perdas;
  • Informática;
  • Higiene Ocupacional, entre outras. 

Possibilidade de oferecer saúde e segurança para as pessoas

O Técnico em Segurança do Trabalho tem funções sociais muito importantes no mundo corporativo. Ele precisa estar atento a todas as possibilidades de acidentes e riscos à saúde. Assim, esse problema pode ser minimizado por meio de suas ações.

Ao perceber o risco antes que ele aconteça, o técnico garante a manutenção da saúde laboral e o bem-estar de todos os funcionários da empresa. Dessa forma, ele se torna um indivíduo fundamental para promover a qualidade de vida de todos.

Por fim, as intervenções garantem um clima saudável e harmonioso no local de trabalho. Essa garantia de um ambiente confiável melhora a imagem das organizações e faz com que elas ganhem vantagens competitivas frente aos concorrentes.

Ampliação da rede de contatos profissionais

Um bom curso Técnico em Segurança do Trabalho não só permite que você aprenda um conteúdo prático e relevante, mas também ajuda a aumentar a sua rede de contatos — o famoso networking. Manter esses relacionamentos pode gerar boas oportunidades de trabalho no futuro.

Isso acontece, principalmente, porque as aulas são essencialmente práticas e os professores estão inseridos no mercado de trabalho. Por esse motivo, podem tanto auxiliar a desenvolver quanto enxergar verdadeiros talentos nos seus alunos.

Outra possibilidade é conhecer colegas de classe que já trabalhem ou sejam donos do seu próprio negócio. Tudo isso proporciona boas trocas de experiência, o que pode gerar, por exemplo, indicações para vagas de emprego.

Além de conhecer as vantagens de fazer um curso Técnico em Segurança do Trabalho, é importante escolher uma instituição que preza pela qualidade no ensino e que seja reconhecida no mercado. Sendo assim, opte por uma escola que ofereça, além do diploma, uma visão estratégica para atuar nas mais diversas funções empresariais.

Quer garantir um ensino de qualidade? Então, entre em contato conosco e conheça a Escola São Pelegrino!

 

Gostou deste artigo? Aproveite para ler também um dos e-books que preparamos especialmente para você:

 

Siga-nos no Facebook, Instagram e LinkedIn para não perder nada do nosso conteúdo!

Você também pode gostar
-