Durante a busca por um emprego, é comum que as empresas queiram saber qual é a sua pretensão salarial. Para algumas pessoas, isso ainda é um assunto difícil e traz muitas dúvidas.

Porém, várias empresas trazem essa questão durante as entrevistas de emprego e a utilizam como critério de seleção para determinadas vagas. Por isso, é importante que você saiba o que responder quanto vale seu trabalho e quanto pretende ganhar naquele emprego.

Quer saber quais fatores você deve levar em consideração ao calcular sua pretensão salarial? Continue lendo o post!

Pesquise a média salarial do mercado

O primeiro passo para definir sua pretensão salarial é saber quanto um profissional que trabalha no mesmo cargo ganha. Você pode utilizar o piso da categoria como base. Porém, também deve levar em consideração o tamanho da empresa: pequena, média ou grande.

Esses parâmetros são importantes, pois um mesmo cargo pode ter remunerações bastante diferentes. Por isso, é fundamental considerar esses fatores para fazer uma proposta de acordo com a empresa que oferta a vaga de emprego.

Saiba seu custo de vida

Para estabelecer um valor realista, é necessário que você conheça bem o seu custo de vida, principalmente se precisar mudar de cidade. Faça um levantamento dos seus gastos fixos, como alimentação, moradia e transporte, e também opcionais, como lazer, viagens e presentes.

Dessa forma, você terá um valor mínimo para o seu salário e poderá negociar melhor com seu possível empregador. Não esqueça de colocar uma margem, para que seja possível investir uma parte do seu salário sem ter que fazer cortes no orçamento.

Leve outros benefícios em consideração

Sua remuneração não é só composta pelo salário. É comum que as empresas forneçam alguns benefícios aos colaboradores. Eles diminuem as despesas fixas e, portanto, seu custo de vida. Dessa forma, devem ser levados em consideração para o cálculo da sua pretensão salarial.

Alguns benefícios são:

  • vale-alimentação;
  • plano de saúde;
  • participação nos lucros da empresa;
  • vale-transporte ou auxílio-combustível;
  • parceria com universidades ou financiamento de cursos;
  • previdência privada.

Considere sua experiência na área

O momento em que você se encontra na sua carreira influencia muito na sua pretensão salarial. Isso porque as empresas estão mais dispostas a oferecer mais a quem já têm larga experiência profissional. E, em contrapartida, tendem a ofertar um salário-base a um iniciante. Por isso, a sua proposta deve ser condizente.

Sendo assim, não deixe de incluir sua experiência no planejamento da pretensão salarial ou falar dela quando necessário, como em uma entrevista. Nesse caso, indique projetos de sua autoria, habilidades desenvolvidas e outras realizações alcançadas ao longo dos anos de trabalho, destacando o que for mais relevante para a vaga.

Esclareça como seus conhecimentos e suas habilidades são capazes de beneficiar a empresa, seja mantendo clientes fiéis ou conseguindo novos, aumentando a produtividade ou reduzindo os custos.

Dessa forma, você não mostrará apenas as características de seu profissionalismo: apresentará justificativas consistentes para a sua pretensão salarial. Além disso, deixará claro que é capaz de lidar com as exigências estabelecidas.

Avalie a sua situação atual

Uma possibilidade de elevar sua pretensão salarial vem da sua situação de empregabilidade. Se você trabalha atualmente, mas pretende mudar de empresa, é possível exigir um pouco mais de remuneração. Assim, pode apresentar o salário atual, a fim de justificar para o recrutador a pretensão indicada.

Porém, se você está desempregado há um tempo e busca ingressar novamente no mercado, o ideal é que a sua pretensão salarial permaneça próxima da média.

Isso também serve em caso de mudança de área, quando é necessário ter muita flexibilidade, principalmente se você não tem experiência ou mesmo qualificação.

Prefira informar uma faixa salarial

Toda empresa tem uma margem de negociação. Por isso, em vez de informar um valor fixo, o ideal é que você aponte uma faixa salarial que compreenda os valores que considera satisfatórios. Essa é uma forma de mostrar flexibilidade e espaço para acordos.

Para tanto, você deve ter considerado bem cada um dos fatores que mencionamos até aqui. Assim, os valores mínimo e máximo a que chegar com seu planejamento serão justos e consistentes.

Ressaltamos a necessidade de tomar cuidado com esses valores. Aceitar um salário abaixo do de mercado por achar que terá mais chances de conseguir a vaga é uma estratégia que pode dar muito errado. Além de gerar insatisfação e frustração com o emprego, pode levá-lo a acumular problemas financeiros posteriormente.

Da mesma forma, pedir um salário muito alto pensando em renegociar depois pode dar a entender que você não aceitará menos que o valor proposto. E, assim, que não está aberto às negociações. Pense em cada detalhe com cautela.

Esteja aberto às negociações

Passamos por um momento de crise econômica no Brasil. Por isso, é provável que você precise negociar o valor do seu salário com a empresa que vai contratá-lo.

Nesse momento, é preciso demonstrar que você está aberto às contrapropostas.

Dessa forma, será possível fazer acordos que sejam bons para os dois lados. Na hora de justificar os valores colocados, é importante ser claro em seus motivos e mostrar o quanto sua contratação agregará ao negócio, demonstrando que é atualizado e entende do mercado.

Além disso, procure descobrir se a empresa oferece um plano de carreira estruturado. Saber que há a possibilidade de crescer na organização e atingir cargos mais elevados, muitas vezes, compensa mais que aceitar um salário mais alto de início. Essa também é uma forma de negociar, visto que, ao ganhar uma promoção, seus ganhos aumentarão.

Ao pesquisar sobre a empresa, não deixe de investigar também sobre o local de trabalho, o desenvolvimento profissional e a qualidade de vida que ela é capaz de proporcionar. Esses fatores são extremamente importantes.

Agora você já sabe o que responder quando a empresa perguntar qual é a sua pretensão salarial. Lembre-se de fornecer um valor adequado para a função pretendida, tendo em vista as suas qualificações. Não se esqueça de usar a visão estratégica para crescer na carreira e, assim, aumentar o seu salário.

Gostou do post e quer receber outros tão bons quanto este na comodidade do seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Escola São Pelegrino
Autor

A Escola São Pelegrino tem como objetivo oportunizar ao mercado o conhecimento teórico e prático, na formação profissional, a fim de participar do crescimento.

Escreva um comentário